Multas de trânsito aplicadas entre junho e outubro são canceladas

As multas de trânsito aplicadas em Araras (SP), entre junho e outubro deste ano, não serão cobradas dos motoristas infratores. Isso porque a prefeitura não renovou o contrato com a empresa particular que fazia o processamento das notificações.

Segundo o secretário municipal de Segurança Pública, Moisés Furlan, o serviço prestado não era vantajoso para o município.

“Retomamos o contrato que a prefeitura já tinha com a Prodesp [Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo], que cobra por multas aplicadas. Com isso, a gente vêm mais vantagens para o município e menos custos no processamento dessas multas”, explicou.

Arrecadação
A Secretaria Municipal de Segurança Pública não tem uma estimativa de quanto deixou de arrecadar nesses cinco meses. Mas metade das 4.937 multas aplicadas de janeiro até agora, foi cancelada.

O cancelamento, entretanto, vale somente para multas aplicadas por servidores municipais.

“Multas estaduais aplicadas pelos agentes do estado, como a Polícia Militar, são processadas pela própria secretaria do estado, então o motorista vai receber normalmente. As que foram aplicadas pelo município, através da Guarda Civil Municipal (GCM) ou dos agentes de trânsito, não serão enviadas”, ressaltou Furlan.

Autuações
Agora, as multas aplicadas a partir de novembro serão cobradas. Omotorista precisa tomar cuidado. Araras não tem radares, mas os agentes de trânsito e os guardas municipais estão de olho. Apenas este mês foram registradas 97 autuações cometidas pelos motoristas.

Dirigir e falar ao celular é uma das infrações de trânsito mais comuns na cidade, seguida pelo estacionamento em local proibido e falta de uso do cinto de segurança.

Fonte: G1

Clique e aprenda a recorrer das multas de trânsito

Veja também:

Teoria e prática de ações revisionais

COMPARTILHE

COMENTE